Gêmeos nascem de embriões congelados há 30 anos e marcam recorde na ciência

Os embriões foram congelados em abril de 1992.

No final de outubro, dois bebês gêmeos nasceram nos Estados Unidos, a partir de embriões congelados há 30 anos. O nascimento das crianças Lydia e Timothy Ridgeway marca um novo recorde para a ciência.

Os embriões foram congelados em 22 de abril de 1992 e desde então ficaram armazenados em pequenos recipientes mantidos em nitrogênio líquido a quase -200º C.

No processo de transferência, três embriões foram implantados na mãe dos recém-nacidos, mas apenas dois foram bem-sucedidos. Só 25% a 40% das transferências de embriões congelados resultam em um nascimento vivo.

A recordista anterior era Molly Gibson, nascida em 2020 de um embrião congelado por quase 27 anos. Os embriões podem ser congelados indefinidamente, e o tempo não deve afetar a saúde dos bebês.

Informações do Portal de notícias CNN

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?