Indiciada de desvio de fundos: Helena Taipo ouvida amanhã

A ex-ministra do Trabalho e antiga embaixadora de Moçambique em Angola,   Helena Taipo, é ouvida a partir de hoje pela 8ªa secção do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo.

O julgamento da antiga governante nos governos de Armando Guebuza e Filipe Nyusi, acontece cerca de um ano depois de sair em liberdade condicional, após dois anos de reclusão e vai responder pelo alegado envolvimento num esquema de desvio de fundos.

Taipo, é acusada de liderar um esquema que culminou com o desvio de 113 milhões de meticais do Instituto Nacional de Segurança Social. Segundo a acusação, o esquema envolve 12 arguidos que vão sentar-se no banco dos réus, todos eles ligados ao ministério do Trabalho.

A antiga governante será julgada com outros 12 arguidos. O processo em causa foi movido pelo Gabinete Central de Combate à Corrupção (GCCC) e está relacionado com o uso indevido de 113 milhões de meticais do Ministério do Trabalho, concretamente da Direcção de Trabalho Migratório.

Informações em poder no “Notícias” indicam que os outros 12 arguidos são indiciados de prática de tipos legais de crimes de peculato, abuso de confiança, participação económica em negócio, falsificação de documentos e falsificação por uso ilícito de instrumentos legítimos.

No entanto, as sessões de discussão e julgamento vão decorrer no Tribunal da KaTembe devido a pluralidade dos réus que excede a capacidade das salas de audiência do Tribunal Judicial da Cidade de Maputo.

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?