Liderança na Renamo mobiliza oito aspirantes

          Horácio João

Oito pré-candidatos à liderança da RENAMO já manifestaram sua intenção neste sentido, devendo concorrer em pé de igualdade no VII Congresso desta maior formação política da oposição no país, entre 15 e 16 de Maio corrente, na vila municipal de Alto-Molócue, província central da Zambézia, cujo vencedor será automaticamente candidato ao cargo do Presidente da República nas eleições de 9 de Outubro próximo.

Trata-se do actual líder, Ossufo Momade, da deputada e ex-chefe da bancada parlamentar, Ivone Soares, irmão do falecido dirigente deste Partido, Elias Dhlakama, porta-voz da RENAMO e deputado, Alfredo Magumisse, antigo Secretário-geral, André Magibire, ex-assessor político de Ossufo Momad, Relator da bancada parlamentar e deputado, Venâncio Mondlane, e deputados Anselmo Victor e Juliano Picardo.

Comparando ao último congresso, realizado há cinco anos nas matas da Serra da Gorongosa, em Sofala, este conhece um número recorde de pré-candidatos. No VI Congresso concorreram ao cargo de Presidente do partido, Ossufo Momad, Manuel Bissopo e Elias Dhlakama, sendo que Juliano Picardo retirou sua candidatura à última hora.

Dos partidos com assento no parlamento, a Renamo é o único que tem uma mulher a concorrer para o cargo mais alto a nível do partido. O candidato que sair vencedor desta lista, tem a espinhosa tarefa de garantir a vitória da Renamo nas eleições de 9 de Outubro.

A Frelimo e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM), já elegeram os seus candidatos nomeadamente, Daniel Chapo, actual governador de Inhambane e Lutero Simango, respetivamente.

Entretanto, em caso da aprovação da sua intenção, Venâncio Mondlane, poderá ser figura de peso neste congresso, sobretudo por arrastar a simpatia da camada jovem, que deseja uma mudança radical no seio daquela formação política, numa altura em que Ossufo Momad luta pela renovação do seu mandato, mesmo reconhecendo não ter logrado sucessos desejados nos seus primeiros cinco anos de liderança da RENAMO.

Até aqui, a Renamo é o único partido que apresentou e foi aceite de forma natural uma longa lista de pré-candidatos à liderança do Partido. À propósito, Ossufo Momad assume a glória, afirmando taxativamente que “a RENAMO lutou pela democracia”, por isso, deve ser o exemplo no exercício democrático em Moçambique.

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?