Moçambique: Descoberta mais uma reserva de gás

Horácio João

A multinacional sul-africana SASOL anunciou a descoberta de mais uma reserva de gás, no distrito de Inhassoro, província de Inhambane.

A referida reserva está concretamente localizada na região de khometela, no limite entre os distritos de Inhassoro e Mabote. Entretanto, são ainda necessários respectivos estudos para determinar a sua real quantidade e valor comercial.

De acordo com o director de Relações Corporativas na empresa, Mateus Macosse, se os resultados dos estudos demonstrarem capacidades para exploração, a SASOL vai estender o período de produção e oferta de recursos naturais.

Os estudos para se determinar se o gás descoberto é comercializável ou não poderão levar cerca de três anos. Sendo comercializável, a instituição vai submeter um plano de desenvolvimento para ser aprovado pelo Governo.

Se esta descoberta, no campo PT-5C, garantir produção, poderá haver mais anos de produção, conforme a cronologia destas actividades geofísicas.

Segundo as previsões, até 2034, a empresa em alusão deixará de explorar o gás moçambicano para a África do Sul, decorrente do fim da licença concedida para o efeito, em 2024.

Tudo isto acontece quando a SASOL produz por ano 197 Gigajoules de gás natural, cuja maior quantidade daquele tipo de carburante é exportada para a vizinha República da África do Sul.

A fonte avançou que a operadora tem de garantir que até 2034 esteja a produzir aquela quantidade, fazendo alguns furos adicionais para manter esta produção e assegurar o cumprimento dos compromissos actuais.

 

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?