Raptado filho do empresário moçambicano Salimo Abdula

Foi raptado, ontem à noite, o filho mais velho do empresário moçambicano Salimo Abdula, na cidade de Benoni, na vizinha África do Sul.

O jovem de nome Jair Abdula, estava na África do Sul para participar num casamento de um amigo que se realiza amanhã (16 de Outubro), em Joanesburgo. Sabe̶ se ainda que o noivo esteve detido em 2016, por 24 horas, numa esquadramoçambicana suspeito de tentativa de rapto de um tio seu de Nampula e que estava em Maputo para assistir a um casamento.

A PRM já tem informação do rapto e as diligências estão a correr em coordenação com a Polícia sul̶ africana, na tentativa de localizar Bakhir Ayob, genro de Momade BashirSuleimane, pois existem suspeitas de que possa estar envolvido neste rapto.

Recorde-se que Bakhir Ayob fugiu de Moçambique em 2013 e há rumores de que ele esteja na África do Sul. E aqui ele era acusado de ser mandante dos raptos. Fugiu quando exactamente já havia mandato de captura contra si.

Desde o início de 2020 a esta data (15 de Outubro), as autoridades moçambicanas registaram mais de 10 raptos nas principais cidades do país e as vítimas são quase sempre empresários ou seus familiares.

Em outubro de 2020, um grupo de empresários na cidade da Beira, província de Sofala, centro de Moçambique, paralisou por três dias as suas atividades em protesto contra a onda de raptos no país.

A CTA – Confederação das Associações Económicas de Moçambique, maior associação patronal do país, também já exigiu por diversas ocasiões um combate severo a este tipo de crime e até o presidente moçambicano, Filipe Nyusi, já pediu mais medidas.

Fonte: Justiça Nacional/ O PAÍS/ZEBRA

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?