Vilankulo sem médico pediátrico

Segundo o administrador de Vilankulo, Província de Inhambane, Galiza Matos Júnior, citado pela jornal o País, na edição de hoje, são ao todo 11 médicos que pediram para sair do Hospital Rural de Vilankulo para dar continuidade aos estudos, ao que lhes foi autorizado.

O Hospital atende a mais de 300 mil pessoas dos distritos do norte de Inhambane, nomeadamente Mabote, Govuro, Inhassoro e Vilankulo, bem como populações do distrito de Machanga, em Sofala. Entretanto.

Estes médicos nunca mais voltaram e deixaram a maior unidade sanitária do Norte de Inhambane sem médicos especialistas. Trata-se de áreas como Urologia, Obstetrícia, Oftalmologista e pediatria.

Os pacientes que procuram por assistência médica nessas áreas são atendidos por médicos generalistas, e classifica a situação de “não muito boa”

Este assunto já foi reportado às autoridades centrais, de modo a que sejam colocados, naquela unidade sanitária, médicos especialistas que possam atender à população.

O governante disse ainda que o assunto já foi reportado às autoridades centrais, de modo a que sejam colocados, naquela unidade sanitária, médicos especialistas que possam atender à população.

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?