Decorrem hoje em Lusaka, as exéquias de Kenneth Kaunda

Tiveram lugar hoje, em Lusaka, as exéquias do fundador e primeiro Chefe do Estado zambiano, Kenneth Kaunda, falecido, a 17 de Junho passado, vítima de doença, aos 97 anos de idade.

A cerimónia, que contou com a presença de oito Chefes de Estado africanos,incluindo o Presidente Filipe Nyusi, que é também o Presidente em exercício da SADC,  iniciou com a entoação do hino nacional da Zâmbia e dos hinos da SADC e da União Africana.

Canções que enaltecem os feitos de Kenneth Kaunda marcaram, desde o início do dia, a cerimónia que decorreu no Lusaka ShowGrounds, um espaço de eventos como feiras e jogos desportivos oficiais, na capital zambiana.

Seguiram-se orações de várias confissões religiosas e discursos enaltecendo a figura de Keneth Kaunda que proclamou a independência da Zâmbia e governou o país entre 1964 e 1991.

No Lusaka Show Grounds, o ambiente era de consternação com todos presentes a apresentarem semblantes de tristeza e luto pela morte de KK, destacado igualmente por impulsionar os movimentos de libertação dos países da região do colonialismo e de regimes segregacionistas minoritários.

Contrariamente ao esperado, nas bancadas há cidadãos comuns mas em número bastante reduzido com vista a evitar aglomerados, em respeito às medidas de prevenção da COVID 19.

À semelhança do que vai acontecer na próxima quarta-feira, quando os restos mortais de Kenneth Kaunda forem a enterrar, esta sexta-feira a Zâmbia observa tolerância de ponto para permitir que os cidadãos acompanhem esta cerimónia.

RM.

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?