Cruz Vermelha internacional cresce para atender necessidade humanitárias

O Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique cresce para atender às necessidades humanitárias adicionais. A província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique, enfrenta uma grave crise humanitária desde a escalada do conflito armado em 2020 e os ataques violentos na cidade de Palma no início deste ano.

No geral, estima-se que mais de 800 mil pessoas foram deslocadas desde o início dos combates em Cabo Delgado no final de 2017.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique (CICV) em Moçambique expandiu a sua presença a partir de 1 de Julho deste ano, de forma a melhorar a resposta ao aumento das necessidades humanitárias na província de Cabo delgado.

Catherine Gendre, que já tinha trabalhado na década de 1990 em Moçambique como delegada de proteção, irá agora liderar a recém refigurada delegação do CICV em Maputo.

“O Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique está presente em Moçambique há mais de 40 anos”, disse Catherine Gendre e “continuaremos ao lado de Moçambique nestes tempos difíceis e iremos concentrar o nosso apoio em Cabo Delgado”.

Em 2021, o Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique já aumentou a sua resposta humanitária às pessoas afetadas pelo conflito com a melhoria do acesso à saúde e água através da reabilitação e construção de vários centros de saúde, sistemas melhorados de distribuição de água e novas bombas d’água e continuará a fazê-lo no próximo ano, com enfoque na assistência às populações deslocadas vulneráveis e às comunidades de acolhimento, tanto no continente (Montepuez, Pemba) como no Arquipélago das Quirimbas.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique planeia reabilitar e construir outras unidades de saúde, incluindo um novo centro de saúde na ilha do Ibo, o único que atende o arquipélago, que também será equipado, e as capacidades da equipe médica e dos serviços de saúde provinciais serão reforçadas.

O CICV também planeia construir ou consertar bombas manuais de água nas ilhas de Matemo e Quirambo, bem como perfurar vários poços de água adicionais para melhorar o acesso à água potável para os novos deslocados e comunidades anfitriãs. Em parceria com o município de Montepuez, o Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique apoiará a reabilitação e expansão do sistema de distribuição de água para ajudar a atender às crescentes necessidades de abastecimento da cidade.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique continuará com as suas provisões de emergência e apoio aos meios de subsistência através das suas distribuições regulares de bens essenciais e não alimentares e do seu programa de apoio direcionado a famílias vulneráveis.

Além disso, a Delegação do Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique recentemente ampliada continuará as suas atividades voltadas para a proteção da população civil, incluindo visitas a detidos, o seu trabalho de restabelecimento de laços familiares e promoção do respeito pelo Direito Internacional Humanitário pelas partes em conflito.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique está presente em Moçambique há mais de 40 anos. Durante a guerra civil dos 16 anos, o CICV ajudou a população afetada com bens essenciais e não alimentares, o restabelecimento de laços familiares e o acesso aos serviços de saúde. Também facilitou a troca de detidos entre as partes em conflito. Após o fim da guerra civil, Moçambique era um dos países mais contaminados por minas do mundo.

No final da década de 1980, o Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique estabeleceu um programa de reabilitação física e ajudou a desminar grandes partes das províncias centrais com o apoio dos seus especialistas em descontaminação de armas.

O Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique também ajudou a população afetada pelos ciclones Idai e Kenneth, que devastaram diferentes partes das regiões centro e norte em 2019.

Em cooperação com diferentes parceiros do Movimento, o Comité Internacional da Cruz Vermelha em Moçambique apoiou as pessoas na reconstrução dos seus meios de subsistência e reabilitação das infraestruturas de saúde e água.

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?