SADC: Stergomena Tax destacou os progressos registados na busca de uma solução duradoura para o terrorismo

A Secretária Exectutiva da SADC Stergomena Tax disse no final da Cimeira da SADC de Maputo, que a organização destaca os progressos registados na busca de uma solução duradoura para o terrorismo e para os actos de extremismo violento na província de Cabo Delgado e apreciou a proposta de resposta regional.

Disse ainda que os Presidentes de países membros da SADC reafirmaram solidariedade para com Moçambique face aos ataques terroristas que assolam a província de Cabo Delgado, desde Outubro de 2017.

“A SADC reafirmou a solidariedade para com o povo de Moçambique e seu contínuo esforço para trazer a paz e segurança e conter o terrorismo, que é também uma ameaça regional”, afirmou a secretária-executiva da organização, Stergomena Tax.

Stergomena Tax destacou ainda num outro contexto, que a organização apreciou igualmente os progressos registados quanto à criação e operacionalização do Centro de Operações Humanitárias e de Emergência da SADC.

Disse tratar-se de uma unidade que vai concorrer para o reforço das capacidades regionais em matéria de gestão de riscos e de desastres, daí congratular-se a república de Moçambique pelo empenho para sediar o centro.

Participaram na cimeira de Maputo, para além do Chefe do Estado moçambicano, na qualidade de Presidente em exercício da SADC, Filipe Nyusi, os presidentes Para além do Chefe do Estado, participam na cimeira os presidentes do Botswana, Mogkweetse Masisi, que dirige Presidente do Órgão da SADC para Política, Defesa e Segurança, o estadista do Malawi e vice-presidente da SADC, Lazarus Chakwera, da África do Sul e vice-presidente do órgão da SADC, Cyril Ramaphosa, o estadista do Zimbabwe, Emmerson Mnagwagwa, o presidente do Governo da região Autónoma de Zanzibar, Hussein Ali Mwinyi, em representação da estadista tanzaniana, Samia Suluhu; e a secretária executiva da SADC, Stergomena Tax.

Os peritos da Troika propuseram o envio de uma força composta por três mil homens e equipamento de guerra para combater os insurgentes.

Os Presidentes de Moçambique, Botswana, Malawi, África do Sul, Zimbabwe e Tanzânia, agendaram outra reunião que terá lugar antes de 20 de Junh, na cidade de Maputo.

× Como podemos ajudar?