Helmintos – Uma doença tropical negligenciada

As doenças tropicais negligenciadas representam um grupo de doenças suscetíveis de prevenção e tratamento, que afetam 1,5 mil milhões de pessoas, das quais 40% vivem em África.

As doenças afetam as pessoas mais pobres e vulneráveis que residem em regiões africanas de difícil acesso. São doenças que desfiguram e incapacitam, que impedem as crianças de frequentar a escola e os pais de trabalhar, limitando o seu potencial e deixando as comunidades atoladas na pobreza.

As cinco doenças tropicais negligenciadas mais frequentes podem ser tratadas com quimioterapia preventiva, utilizando a administração em massa de medicamentos por menos de 0,50 dólares por pessoa e por ano. Estas doenças são as seguintes:

  • Filaríase linfática
  • Oncocercose
  • Esquistossomose
  • Helmintos transmitidos pelo solo
  • Tracoma

Helmintos é a nossa proposta para esta edicção e são transmitidos pelo solo e abrangem um grupo de parasitas intestinais que medram em locais com más condições de saneamento e em que o solo é quente e húmido. Os parasitas causadores de HTS mais frequentes são os vermes cilíndricos (Nematoda), os vermes do chicote (Trichuris trichiura) e os vermes-gancho (Ancylostoma duodenale e Necator americanus). A infeção reduz a capacidade do corpo para absorver nutrientes e vitaminas.

Os helmintos não conseguem sobreviver sem um hospedeiro por apresentarem um sistema digestivo e respiratórios reduzidos e pouco funcionais. Assim, é preciso obter os nutrientes já semidigeridos para que o seu metabolismo se mantenha ativo. Se forem separados dos hospedeiros, os helmintos morrem. Além disso, possuem alta capacidade reprodutiva, proliferando-se rapidamente no organismo do hospedeiro.

Por serem endoparasitas, e muitos deles de seres humanos, têm uma importância médica muito grande.

As doenças parasitárias constituem uma das principais causas de morte no mundo e abrangem cerca de dois a três milhões de óbitos por ano. As parasitoses intestinais constituem um grave problema de saúde pública, especialmente nos países em desenvolvimento como Moçambique.

Provocam uma série de efeitos nocivos à saúde e estão associados a fatores sociais, econômicos, ambientais e culturais que proporcionam condições favoráveis à disseminação. Os indivíduos afetados são, em maioria, os residentes em áreas que ainda carecem de infraestrutura, como instalações sanitárias inadequadas, poluição fecal da água e de alimentos consumidos, fatores socioculturais, contato com animais, ausência de saneamento básico, além da idade do hospedeiro e do tipo de parasito infectante.

Em Moçambique, a cobertura do tratamento desta doença aumentou de 33% em 2015 para 57% em 2016.

Características dos helmintos

Os helmintos são um grupo de vermes que pertencem a organismos chamados eucariontes. A principal característica destes é que todas as suas células têm um núcleo celular. Esta é uma estrutura dentro da qual o material genético (DNA) é encontrado, formando os cromossomos.

Fonte: https://unitingtocombatntds.org/

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?