EDITORIAL

É com grande prazer e satisfação que concretizamos hoje o nosso sonho. O lançamento da primeira edição da nossa plataforma digital, baptizado por Zebra. Esta página electrónica vem reforçar o que já está a ser feito, e muito bem, por concidadãos comprometidos com a causa do bem informar, educar e entreter a sociedade moçambicana e o mundo.

Somos um grupo constituído por homens e mulheres, que decidiu abraçar o desafio de criar esta página com o intuito de servir os moçambicanos, buscando nos recônditos da terra, na história do povo e no Homem do presente a fonte que dará origem a informações de utilidade diversa, com recurso aos mais variados géneros jornalísticos. As notícias, entrevistas, reportagens, crónicas e os debates são os géneros de destaque que orientarão a nossa actividade quotidiana feita com imparcialidade e respeito aos mais elementares princípios da conduta jornalística. Pautaremos pelo rigor ético-profissional e deontológico e assentaremos escrupulosamente no exercício da cidadania. Isto pressupõe que o escândalo e a devassa da vida privada ou ainda do funcionamento institucional, bem como outros comportamentos que configuram a falta de moral jamais serão apanágio da nossa actuação.

Não pretendemos com isso lograr glórias, mas sim a satisfação de sermos um canal de construção e divulgação, incorporando-nos aos acontecimentos deste belo Moçambique.

Este é o início de uma longa e difícil, mas apaixonante jornada. No entanto, embarcamos nesta interessante viagem confiantes de que, com a compreensão e o apoio de todas as pessoas e instituições do bem lograremos ultrapassar qualquer obstáculo, seja de que natureza for, que se apresente à nossa frente.

Escolhemos a designação Zebra por simbolizar a igualdade em todos os contextos. Algumas sociedades já discutem a igualdade de direitos e de oportunidades, baseando-se na “Lista Zebra”. Por exemplo, essas mesmas sociedades defendem que as listas internas para a eleição de candidatos ao parlamento ou para outros órgãos políticos devem obedecer ao modelo da “Lista Zebra”, que significa um homem e uma mulher ou uma mulher e um homem alternadamente, exactamente como estão representadas as cores deste animal, que são preto e branco ou branco e preto, alternadamente.

É que, para nós, a garantia da participação feminina igualitária em todos os processos é essencial para promover igualdade entre os géneros dentro de qualquer sociedade.

Quando as mulheres realmente possuem voz em todas as instituições de governação, públicas e privadas, nas suas comunidades, elas são capazes de participar em pé de igualdade com os homens em diálogos públicos e influenciar decisões que determinam o seu próprio futuro e um percurso risonho para ela, suas famílias, comunidades e nações.

Com esta plataforma digital pretendemos fazer prevalecer a igualdade em todos os contextos do nosso trabalho, incluindo na constituição da equipa de colaboradores.

A intenção não é conferir privilégios a mulheres, mas apostar igualdade de oportunidade entre homens e mulheres, pois acreditamos que, ao agir desta forma, estaremos a contribuir para a construção de uma sociedade justa, inclusiva e sã.

A Zebra é um dos animais mais tranquilos e sociáveis do Planeta Terra. E nos seus rebanhos existe sempre uma fêmea dominante, que controla o acesso à comida e à água e um macho líder que cuida do acasalamento do grupo. Tal como a Zebra, nós somos pela equidade e harmonia, progresso e desenvolvimento. Somos por um Moçambique unido pelo género.

Joana Macie

Joanamaria.macie@gmail.com

825316922

874316922

851577064

868706199

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?