Cantora Céline Dion está muito doente

Aos 53 anos, a cantora Céline Dion cancelou agenda de shows e está isolada em uma mansão para cuidar de sua saúde debilitada.

Familiares contam que a cantora Céline Dion está isolada em uma mansão localizada em Henderson, cidade localizada no estado de Nevada, nos Estados Unidos. Segundo as mesmas fontes, a cantora de 53 anos não consegue andar e nem sair da cama, por conta de “espasmos musculares graves e persistentes.

Com isso, Céline cancelou os shows que faria em Las Vegas no mês de novembro. Nos últimos tempos, a magreza da cantora chamou a atenção dos fãs e da mídia, o que pode estar relacionado à sua saúde debilitada. “Ela não consegue mais se levantar da cama, nem se mover, nem andar. Ela sofre de dores nas pernas e pés que a paralisam, além de estar muito fraca e ter perdido muito peso”, contou o familiar.

Em recente publicação feita no Instagram de Céline, ela comenta que está de coração partido pela situação. “estou com o coração partido. (…) Eu me sinto muito mal por estar decepcioná-los, mas agora tenho que me concentrar em melhorar… Quero superar isso o mais rápido possível.”, disse.

Ainda segundo um familiar entrevistado, os medicamentos receitados não estão a dar efeito, fazendo com que a doença se agravasse. Já a irmã da cantora tentou tranquilizar a situação, mas disse ser doloroso ver o que está acontecendo. “Não há nada de sério, caso contrário ela teria me dito. Céline não hesita em confidenciar e me pedir conselhos quando algo está errado. Ela trabalhou muito para este retorno. É sempre a mesma coisa: ela é terrivelmente exigente consigo mesma. O corpo dela disse “pare’”, contou ela.

Espasmos musculares

Um dos mecanismos naturais de resposta protetora do organismo, o espasmo muscular consiste em uma contração involuntária sustentada das fibras musculares (ou dos próprios músculos ou nervos que os servem) em resposta à lesão ou à inflamação. Na parte posterior do corpo, espasmos musculares também podem sinalizar lesões ou danos a uma estrutura vertebral subjacente, como as vértebras, discos e ligamentos que conectam as vértebras.

Os espasmos musculares, uma das causas mais comuns de dores nas costas e no pescoço, podem na imensa maioria das vezes serem resolvidos com tratamento conservador, não-cirúrgico. Existem, no entanto, alguns sinais que servem como alerta para que procure um médico para ser avaliado.

× Como podemos ajudar?