A qualquer momento o país vai receber as tropas da SADC

Moçambique espera receber a qualquer momento, as tropas da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que vem ao país para apoiar o combate ao terrorismo, na província de Cabo Delgado.

Falando à jornalistas hoje, em Maputo, a Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo, afirmou que esta missão traz a esperança de ver concretizado o sonho dos líderes da SADC de resolver o problema do terrorismo em Cabo Delgado e em toda a região.

Garantiu que o Governo vai colaborar em tudo o que for necessário para que a missão da SADC seja um sucesso porque o Estado moçambicano já deu sinais claros de que, tal como toda a região Austral, não quer o terrorismo.

A activação da Força em Estado de Alerta da SADC foi aprovada na cimeira extraordinária dos Chefes de Estado e de Governo desta organização regional, a 23 de Junho último, em Maputo, para apoiar os esforços do país no combate ao terrorismo.

Numa primeira fase, a missão da SADC terá uma duração de três meses, devendo se prolongar o período em função da situação no teatro das operações, a província de Cabo Delgado.

A operação militar nesta província será coordenada pelas Forças de Defesa e Segurança (FDS) e com o apoio de tropas ruandesas, cujo contingente de mil militares já se encontra em Cabo Delgado desde o dia 10 de Julho.

Entretanto, o comandante da Força em Estado de Alerta da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, o general sul-africano e seus assistentes directos já se encontram a trabalhar em Cabo Delgado.

Esta informacao foi partilhada pelo Chefe da Missão da SADC à Moçambique, Mpho Molomo, durante a audiência que lhe foi concedida hoje, em Maputo, pela Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Verónica Macamo.

“Estamos aqui a convite do Governo de Moçambique com vista a expressar a nossa solidariedade, como SADC, operacionalizar a missão e o pacto de defesa comum de que um ataque a um (membro) é um ataque a todos”, disse Mpho Molomo.

Acrescentou que é com este propósito que a Missão da SADC está no país para ajudar e acompanhar Moçambique a resolver os problemas de insurgência e violência extrema na província de Cabo Delgado.

Mpho Molomo afirmou que, como região, a SADC entende que para que haja desenvolvimento deve haver paz e estabilidade, por isso “estamos cientes de que a instabilidade em Moçambique pode desestabilizar toda região Austral”.

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?