Na abertura do III congresso: MDM homenageia Daviz Simango

São desafios do partido, manter a cidade da Beira, recuperar os municípios de Gurue, Nampula, Quelimane e conquistar outros.

O III congresso do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) iniciou hoje, na cidade da Beira, com uma homenagem ao seu primeiro presidente e fundador, Daviz Simango, falecido em Fevereiro do corrente ano, vítima de doença.

Falando na abertura da reunião, o secretário-geral, José Domingos, afirmou que o evento se destina a criar alicerces para o fortelecimento do partido, perante os próximos desafios que, nas suas palavras, não serão poucos.

“Temos ainda o desafio de manter a Beira, recuperar os municípios de Gurue, Nampula, Quelimane e conquistar outros”, assumiu.

O dia de hoje foi igualmente marcado pela leitura de várias mensagens de saudação ao congresso e pela apresentação, debate e aprovação do relatório do secretariado-geral sobre as actividades do partido e pela apresentação e debate da síntese dos temas deste congresso.

Para amanhã, está agendada a eleição e investidura do novo presidente do partido, cargo ao qual concorrem Lutero Simango, chefe da bancada na Assembleia da República, José Domingos, Secretário-geral em exercício e Silvério Ronguane, deputado da Assembleia da República.

Antes deste processo, os delegados ao III congresso do MDM têm na agenda a revisão pontual dos estatutos do partido, a eleição dos membros do Conselho Nacional e a sua investidura.

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?