Pugilismo domina o Sétimo Congresso da RENAMO

Horácio João

O Sétimo Congresso da RENAMO que, entre 15 e 16 de Maio corrente, decorre na vila municipal de Alto-Molócuè, na Zambézia, está a ser caracterizado por episódio de violência física e verbal.

Os ânimos subiram à flor da pele logo que se fez presente neste local, esta tarde do edil de Quelimane, Manuel de Araújo, que, na qualidade de membro do Conselho Nacional, tem o pleno direito de participar no evento.

Porém, devido ao embaraço criado pelo cordão de segurança, De Araújo tentou, mas em vão, ludibriar o esquema, e permaneceu horas a fio sem autorização para entrar na tenda do Congresso.

Um vídeo posto a circular nas redes sociais mostra claramente uma intensa agressão física, com chamboco, pontapés e porradas ao autarca de Quelimane que, inclusivamente, se fez ao chão.

Como se não bastasse, relatos de Alto-Molócuè avançam que mesmo o antigo Secretário-geral da RENAMO, Manuel Bissopo, que igualmente é mandatário do candidato à Presidência deste Partido, Elias Dhlakama, também foi impedido de participar nesta magna reunião.

Por outro lado, o candidato Venâncio Mondlane, que teve parecer favorável do Tribunal Judicial Distrital de Alto-Molócuè para fazer parte deste Congresso não se escapou ao impedimento.

No geral, este encontro máximo da RENAMO, que se realiza de cinco em cinco anos, foi caracterizado por ambiente antidemocrático.

English EN Portuguese PT
× Como podemos ajudar?